Como não ser um Pagador de Contas

Tempo de leitura: 8 minutos

O termo “Pagador de Contas” é bastante polêmico, pois existem algumas discordâncias. Abordarei neste artigo da forma mais ampla possível, o real significado sobre o que é ser um “Pagador de Contas” e principalmente, “Como não ser um Pagador de Contas”. Tenha bastante foco na sua leitura.

Ser um pagador de contas é algo que uma grande parte da sociedade tem praticado, você já dever ter ouvido uma frase que fala essencialmente assim: Nascer, Trabalhar, Pagar as Contas e Morrer. Então, essa é uma frase que resume bem o que seria isso. Pensando no meu propósito de vida que é ajudar pessoas a se desenvolverem, resolvi escrever este artigo afim de te levar a profundas reflexões sobre o termo pagador de contas, irei te apresentar um modelo tradicional de vida orientado ao consumo, onde muito provavelmente você se encaixará. Além disso, irei te mostrar um modelo orientado ao progresso, onde você poderá traçar um caminho de muito sucesso e realmente desfrutar de uma vida em abundância.

Muitas pessoas ganham pouco dinheiro e outras ganham muito, porém, ambos os perfis por muitas vezes estão vivendo continuamente na chamada “Pindaíba”, é difícil pensar nisso, pois fica subentendido que uma pessoa que ganha muito dinheiro terá uma vida cheia de realizações. Por outro lado, você provavelmente irá também conhecer casos que é o contrário disso, onde uma pessoa ganha pouco mas consegue ter sua casa própria, seu carro e controlar suas despesas. Essa equação é inversamente proporcional não é? Pois bem, mas o que difere uma pessoa da outra? Como uma pessoa pode ganhar bem e não conseguir progredir? Como pode uma pessoa ganhar mal e conseguir evoluir? Essas perguntas me são constantemente feitas. O que posso responder é: Existem dois estilos de vida que uma pessoa pode escolher. Ou ela escolhe o estilo orientado ao Consumo (pagador de contas) ou ela escolhe o estilo orientado ao Progresso, tudo é uma questão de reprogramação mental, ou, mudança de Mindset.

Modelo orientado ao consumo(Pagador de Contas)

Este modelo é voltado para o consumismo constante, onde o indivíduo só está satisfeito se estiver gastando, essa pessoas normalmente gastam todo o seu dinheiro e para se satisfazerem mais ainda, gastam também seu cheque especial e seu cartão de crédito como forma de “complementação de gastos”.

Normalmente, essas pessoas obedecem aos comandos da mente, que, por sinal,  está programada para o modelo orientado ao consumo. Essas pessoas vão ao shopping e sua mente diz: “Você está precisando deste sapado”, “essa promoção é imperdível, você não pode perder”, “Nossa, que camiseta legal, estou precisando de camisetas”. No dia dia não é diferente, o cérebro está sempre enviando comandos voltados para o consumismo, como por exemplo: “Preciso tomar um sorvete, não é isso que vai me quebrar”, “Trabalho tanto, se eu não puder ir ao cinema, isso não faz nenhum sentido”, “Vou fechar este pacote de viagem, também sou filho de Deus”, “Ah, estou precisando muito deste colar, posso pagar em 10 vezes no cartão, olha que beleza”, “não preciso viver apenas para ser um pagador de contas”. Antes de mais nada, preciso dizer que não há nada de errado nisso, de fato entendo que todas essas coisas são legais e importantes, concordo que precisamos aproveitar a vida e fazermos o que temos vontade. Mas a questão aqui não é essa, a questão é: Sua linha de progressão na vida já está consolidada? Você já se tornou uma pessoa financeiramente livre? Já chegou no topo do sucesso? Suas contas estão em dias? Ou pelo menos já está construindo sua renda passiva?
Claro que os pontos citados acima não precisam estar plenamente contemplados para poder desfrutar de uma vida extraordinária, mas o fato é que estes e outros pontos são fatores que impedem você de progredir e alcançar o sucesso.

O Modelo orientado ao consumo te impulsiona a gastar constantemente, muitas pessoas até falam que nem gastam tanto, até porque não tem nem mais recursos pra isso. É importante saber que não gastar mais por não mais dispor de recurso pra isso é muito perigoso, pois isso normalmente leva a pessoa a extravasar nos gastos assim que entrar uma “graninha” a mais, e isso o levará a um empobrecimento ainda maior e consequentemente, sendo um brilhante pagador de contas.

Modelo orientado ao Progresso

Este modelo certamente é o que todos deveriam buscar, pois ele te proporciona uma vida farta e abundante. Neste modelo, você têm pleno controle sobre todos os campos de sua vida, sobretudo de sua vida financeira. Os pilares que compõe este padrão são fortes o suficiente para te levar literalmente ao enriquecimento.

No modelo orientado ao progresso, as seguinte filosofias são aplicadas: “Gaste menos do que ganha”, “Invista seu dinheiro”, “Gere renda Passiva”, “Compre o necessário”, “Faça a vida ser mais divertida”, “Tenha cada vez mais Inteligencia Financeira”, “Celebre suas vitórias”, etc, etc, etc. Eu poderia aqui enumerar muitas outras, mas já foi o suficiente pra você entender a linha de raciocínio que este modelo segue.

Alguns hábitos também são desenvolvimentos dentro do modelo progressivo de vida, por exemplo: “Hábito da Leitura”, “de obter mais conhecimento”, “busca do auto desenvolvimento”, “acompanhamento de notícias”, “aprender sobre formas de investimentos”, “sobre política”, “cuidados com o corpo e com a alma”, etc, etc, etc. Estes são apenas alguns dos hábitos que este modelo trabalha, dentre vários outros que vão nessa segmentação.

Podemos afirmar que, infelizmente, este modelo vai contra tudo o que normalmente nos é ensinado no decorrer de nossas vidas. Quando estamos no processo de alfabetização, muitas matérias nos são ensinadas de forma robótica, nos impedindo muitas vezes de desenvolver uma mente brilhante e empreendedora, restringindo nossos pensamentos e consequentemente nos mantendo normalmente apenas no nível básico/intermediário do que realmente deveríamos aprender para obtermos o sucesso. Este modelo engessado permanece quando damos continuidade na vida estudantil através de um curso superior, mais uma vez matérias são ensinadas de maneira robótica e a grande transformação mental não é abordada, isso nos faz cópia de uma cópia de outra cópia, simples assim.

Após passarmos por essa etapa, a vida continua a nos impulsionar para um modelo tradicional engessado, onde a alternativa que nos é apresentada é a de conseguir um bom emprego, pagar as contas e continuar trabalhando até se aposentar. Quero mais uma vez dizer que não há nada de errado nisso, é uma questão de opção, o que penso sobre isso é: Se teremos que dar duro nessa vida, que seja para enriquecer.

No meu ponto de vista, as chances deste modelo tradicional enriquecer alguém é praticamente nula. Observe que os grandes milionários sempre pensam fora da caixa, nunca estão inseridos neste modelo padrão, estão sempre seguindo o modelo orientado ao progresso. O que sempre digo é: Se as pessoas de sucesso seguem este modelo, porque eu também não posso seguir e ser bem sucedido.

Beleza, mas como posso colocar tudo isso em prática?

Saiba que colocar isso em prática é muito mais fácil do que imagina, algumas pessoas até já jogaram a toalha e vão tocando a vida no estilo “Deixa a vida me levar”. Mas meu objetivo é te conduzir ao sucesso, acredito no ser humano e sei que você é plenamente capaz de mudar a própria história, de escrever cada página dela e ser absolutamente bem sucedido em tudo o que desejar.

Para entrar no modelo orientado ao progresso, é fundamental buscar primeiro uma transformação mental, me refiro entender efetivamente a importância do dinheiro, desenvolver o hábito da leitura, estar constantemente buscando obter mais conhecimentos, estar sempre se auto desenvolvendo, procurando acompanhar as notícias, estar sempre procurando aprender sobre formas de investimentos, desenvolver hábitos saudáveis para cuidar do corpo e da alma, dentre outras coisas. Se você já faz todas essas coisas, parabéns e continue seguindo o caminho. Caso contrário, te encorajo a buscar efetivamente essa transformação, para isso terá que abrir mão de muitas coisas, sair da zona de conforto, ter mentores que te agregam valor, ser persistente, determinado, estudioso e estratégico.

Uma coisa é certa, o simples fato de você chegar ao final dessa leitura já faz de você um vitorioso, parabéns por ter buscado este conhecimento. Não existe nenhuma garantia de nada, tudo depende exclusivamente da maneira que você faz as coisas, por isso, não ter garantias deve nos servir de combustível para que tenhamos a energia suficiente para fazer dar certo. Acredito que seguindo essa fórmula, você poderá mirar na lua e por tabela viver uma vida de plena abundância, liberdade, fazendo o que quer e com muita felicidade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *